ENCHENTES urbanas ou INUNDAÇÕES? Ou seriam ALAGAMENTOS?

Popularmente conhecidas como enchentes, as inundações urbanas são recorrentes em todos os períodos chuvosos ao longo do ano. Bem como as áreas que sofrem alagamentos.

Basicamente podemos subdividir esses conceitos em 3:
1. Enchentes: cheias no leito menor do rio;
2. Inundações: transbordamento de água para o leito maior, ou várzea, dos rios;
3. Alagamentos: acúmulo de água nas cidades em função das inundações e/ou chuvas.

Essa classificação utilizada para produzir o vídeo é relativa a Defesa Civil. Porém, reforçando o nosso compromisso com a fidelidade conceitual, deixaremos aqui mais algumas referencias bibliográficas. Evidentemente, diversos conceitos surgiram ao longo do último século acerca da análise geomorfológica das enchentes e inundações.

Como causas fundamentais do aumento das enchentes urbanas podemos citar:
1. Impermeabilização do tecido urbano;
2. Horizontalização (crescimento das cidades);
3. Lançamento inadequado de resíduos sólidos urbanos (lixo urbano) nos bueiros, galerias pluviais e calhas dos rios;
4. Canalização de rios, contribuindo para aumento da vazão e aumento da velocidade das cheias;
5. Alteração das várzeas (planícies de inundação) dos rios, promovendo aumento da área afetada pelas inundações urbanas.

As enchentes urbanas e inundações urbanas (além dos alagamentos urbanos) poderiam ser mitigadas/solucionadas a partir da introdução de um tecido urbano mais permeável. Bons exemplos seriam:
1. Telhados Verdes;
2. Parques urbanos;
3. Arborização de calçadas.
Outras soluções passam por uma política de coleta dos resíduos sólidos urbanos mais eficiente quando comparada as atuais (além da necessária educação ambiental por parte da população). Além disso podemos listar a descanalização dos rios como eixo central, e já utilizada por países como Coreia do Sul com a descanalização do Rio Cheonggyecheon e do Rio Han e Reino Unido com a descanalização do Rio Tâmise. Esses planos/programas de revitalização de bacias hidrográficas são fundamentais também para a reinserção da natureza no cotidiano da população. Fazer com que a população usufrute do espaço urbano é um dos eixos propositivos da descanalização de rios. Atividades esportivas, lazer, programas culturais, contemplação natural e até mesmo pesca podem ser desenvolvidas em um novo espaço criado pela descanalização. 

Segue abaixo o manual de como agir durante as enchentes e inundações criado pela Defesa Civil de Minas Gerais:
http://www.defesacivil.mg.gov.br/images/documentos/Defesa%20Civil/manuais/Como-agir-em-Inundacoes.pdf

Bom e breve artigo sobre geomorfologia fluvial:
https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/download/3470/2783/

Mais um artigo para ampliar os conhecimentos do artigo anterior:
http://www.sp.senac.br/blogs/revistainiciacao/wp-content/uploads/2015/12/110_IC_artigo-.pdf

Aula da USP sobre Geomorfologia Fluvial:
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/1038015/mod_resource/content/1/AULA%203_FLUVIAL.pdf

#TerraNegraNaVeia #Geografia #Atualidades #TerraNegra #YouTubeEdu #svbroficial
#geografiaunicamp #curvasdenível #geografiafuvest #geografiaenem #cartografiaenem
----------------------------------

📚 De onde veio essa tem muita mais, acesse e ganhe um período gratuito para testes:
https://www.terranegraonline.com.br/

----------------------------------

Qualquer dúvida crítica ou sugestão não se esqueça, estamos abertos via comentários do YouTube e também, redes sociais!

❤ Instagram: https://www.instagram.com/terranegrabrasil

💙 Facebook: https://www.facebook.com/TerraNegraBrasil

❗ Dá uma forcinha no nosso programa de apoiadores também: https://www.catarse.me/terranegra